segunda-feira, 25 de outubro de 2010

O LADRÃO DA ALEGRIA

“Saireis com alegria e em paz sereis guiados; os montes e os outeiros romperão em cânticos diante de vós, e todas as árvores do campo baterão palmas”.



Isaias 55.12



Quanto tempo dura uma noite? Dependendo das circunstâncias ela pode parecer extremamente longa, demorada, quase infindável. Uma noite com dor parece durar uma eternidade! Mas o fato é que a noite se encerra quando os primeiros raios do Sol surgem no horizonte, início da esperada alvorada. A tristeza é assim, efêmera. Isso para os filhos de Deus, aqueles que receberam a Jesus Cristo, e hoje gozam de uma nova vida. Para esses a tristeza é apenas um aspecto da existência terrena, carnal, a qual todos nós estamos sujeitos, mas que não é condição de influência preponderante na alma. Vivemos a alegria da salvação, que suplanta toda dor, toda perda, toda tristeza!

Certa feita, por ocasião de um evento da mocidade, assisti a uma peça denominada “O Ladrão da Alegria”, na qual um elemento de atitudes egoístas e maldosas roubava brinquedos de crianças, provocando o choro das personagens lesadas por ele. A moral da história era clara, qual seja, o diabo trabalha para tirar a nossa paz, gerar dor, provocando tristeza em nossos corações – o verdadeiro ladrão da alegria alheia. E esse realmente é um dos seus principais intentos, pois de fato a alegria que o Senhor nos proporciona o incomoda. Talvez você ainda não tenha se apercebido, mas passe a notar, quando Deus lhe concede uma bênção, opera um milagre em sua vida, responde a uma oração, Satanás se levanta armando situações tentando tirar o prazer que inundava o seu coração. Sua intenção é clara: diminuir, neutralizar, anular a grandiosidade dos atos do Senhor, a fim de gerar angústia onde deveria haver alegria. Um exemplo na Bíblia? O profeta Elias, logo após uma maravilhosa vitória sobre os profetas de Baal se retira para o deserto, desanimado, fugindo da rainha Jezabel, e pede para si a morte (I Rs 18 – 19.04).

Fonte de alegria é o nosso Deus! Se o inimigo tenta nos tirar, furtar, e até mesmo roubar a nossa alegria, precisamos reagir. Primeiramente mantendo-se um constante espírito de vigilância, para não ser ludibriado por ele, e também oferecendo a devida resistência às suas ciladas e mentiras. Para semearmos a verdadeira alegria nos corações perdidos precisamos tê-la frutificando no nosso coração, por isso não podemos nos esquecer, principalmente nos momentos de dificuldades e adversidades, que “a alegria do Senhor é a nossa força” (Ne 08.10). A tenha como um tesouro, que de fato é. Amém!

Euripedes Fraga




5 comentários:

  1. Com certeza é assim mesmo que o nosso adversário trabalha, e é a unica coisa que ele sabe fazer! Mas, como maior é o que está conosco do que o que está no mundo, então, a alegria sempre prevalecerá!
    Pr.Silvio Hirota, 25/10/2010

    ResponderExcluir
  2. Com certeza é assim mesmo que o nosso adversário trabalha, e é a unica coisa que ele sabe fazer! Mas, como maior é o que está conosco do que o que está no mundo, então, a alegria sempre prevalecerá!
    Pr.Silvio Hirota, 25/10/2010

    ResponderExcluir
  3. Muito bom este post... , tivemos também apresentando essa peça na igreja, foi bem inspiradora e devemos sim vigiar para que o maligno não venha roubar a nossa alegria e nem atrabalhar nossa vivência em Cristo... e mais doque nunca devemos focar nossa ALEGRIA EM NOSSO CRIADOR... JESUS CRISTO. fiquem FIRMES...

    ResponderExcluir
  4. Pr. Silvio, com certeza, maior o que está conosco, e satanás pode até tentar, mas o Senhor é quem nos alegra.
    Obrigada pela sua participação

    ResponderExcluir
  5. Oi Warley e Angelica!
    Eu não conheço essa peça, mas fiquei bem curiosa.....
    Obrigada pela participação de vocês e continuem a vontade para comentarem e até criticarem e continuem firmes no Senhor, principalmente vigiando.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...