segunda-feira, 26 de setembro de 2016

VENCENDO O DESTRUIDOR

Tenho estado sumida do bloguinho, me perdoem....
Foram tantas atividades que não consegui parar e me dedicar como deveria, mas hoje estou aqui e estarei me organizando para ser mais presente neste espaço que amo tanto.

Hoje quero falar de um assunto muito sério, que tem atacado muitas pessoas, e por falta de conhecimento não conseguimos reagir e agir para reverter a situação.
VIDA FINANCEIRA .
Vamos começar com o texto de Malaquias 3:07 a 11

"Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor dos Exéricitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma benção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes.
E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o Senhor dos Exércitos."
Malaquias 3: 10-11


Em Joel 2: 23 a 27, veremos o Profeta Joel se referir a gafanhoto, locusta, pulgão e lagarta, em Malaquias veremos falar em destruidor , e eu resolvi fazer uma vasta pesquisa na internet, onde descobri muitas coisas interessantes sobre esses "insetos" (demônios) que muitas vezes destroem nossas finanças.

Em primeiro lugar, precisamos ter o esclarecimento do que é dízimo e do que é oferta, vamos lá:

DÍZIMO: É a primeira parte do que você ganha, que você devolve a Deus como forma de gratidão.

OFERTA: É uma semeadura financeira  e que pode ser feita de duas formas:

ALÇADA: São específicas, por ex: fim missionário, aquisição de instrumentos, assistência social, etc.

VOLUNTÁRIA: São sementes financeiras que lançamos no mundo espiritual sem um propósito específico.

Vemos em Malaquias Deus nos orientando a trazermos nossos dízimo e ofertas à casa de Deus para que haja mantimento em  Sua casa. O que acontece é que muitas vezes negligenciamos essa orientação e não cumprimos. 
Eu sei que os tempos são difíceis e nem sempre sobra dinheiro, que muitas vezes achamos que o dinheiro poderá ser mal empregado, ou que irá para mãos erradas; o que não compreendemos, é que esse julgamento não cabe a nós, e que Deus não disse que deveríamos levar nossos dízimos quando o dinheiro sobrasse no mês,  mas sim que fosse a primeira parte.
Quando negligenciamos isso, abrimos portas para que alguns demônios tomem conta das nossas finanças, indo por ordem de gravidade e de negligenciamento.

CORTADOR- Ele é ilustrado pela lagarta na lavoura, tem poder de comer parte do fruto. Ele impede que bençãos adicionais cheguem ao homem.
Ele fecha as portas, trava as portas das finanças - É o justo pelo justo - corta todo o adicional, não sobra nada! 
Não tem sobrado nada do que você ganha?

MIGRADOR- É ilustrado pela locusta, e voa em bandos.
Age de surpresa, aumenta o prejuízo do agricultor, faz o homem gastar em despesas inesperadas.
Ele leva para longe o que deveria ficar perto de nós. Os tesouros escondidos deveriam ser nossos, mas são escondidos pelo migrador (Isaias 45:03).
Você anda gastando muito com remédios ultimamente? O carro vive quebrando? Cuidado! Pode ser o migrador.

DEVORADOR- Ilustrado pelo gafanhoto, quando ele chega o fruto não pode mais ser vendido.
Quando sobra é de pouco valor, ele leva o agricultor a falência.
O agricultor perde a credibilidade. Ele não trabalha com adicionais, é responsável pela esterilidade e destruição financeira, devora até a raiz.
Devora tudo que foi adquirido com suor.
Está perdendo seus bens a preço de banana?
É HORA DE REAGIR!

DESTRUIDOR-  Representado pelo pulgão, possui maior poder de extermínio.
Ele arrasa a lavoura 100%, ele fere inclusive o agricultor.
É uma legião assassina. Causa desastres seguidos de morte, destrói completamente a pessoa, ela chega ao fundo do poço.
Ele age na própria vida e não mais nos bens.
Ele causa inclusive o SUICÍDIO. 
Com certeza você já ouviu falar de pessoas que suicidaram-se devido a divídas.
Você tem definido sua vida financeira como o fim do poço?
Vamos mudar essa situação HOJE!

Primeiro passo, concerte-se com o Senhor hoje e peça perdão por não seguir suas orientações financeiras em relação à dízimos e ofertas.

Segundo passo, o que ficou para trás faz parte do passado. Você não precisa dar dízimo antigo, mas você pode começar pelo de hoje. O dinheiro chegou na sua mão, tire primeiro o que pertence ao Senhor, não importa o valor (Deus não se importa com valores, tire a primeira parte  ex: você ganhou 10,00 seu dízimo será 1,00).

Terceiro passo, ore ao Senhor pedindo que abençõe suas finanças e peça para que Ele repreenda o devorador (única passagem em que o Senhor diz que Ele repreenderia), todos os outros demônios Ele nos deu autoridade de repreender.

Não importa a situação que você esteja, hoje é dia de mudança, é hora de reagir.
Se você estiver desempregado ou falido, ore da mesma forma, peça perdão e Deus irá fazer com que portas se abram a seu favor.

Muitos cristãos tem sido destruídos por falta de conhecimento, e há muito tempo sentia vontade de falar sobre este assunto.
Deus nos criou para termos vida plena Nele, e as finanças estão inclusas neste projeto.
Muitos te dirão ser impossível a mudança de quadro, mas DEUS é o que faz o impossível acontecer, e Ele vai mudar o seu quadro e você verá a glória da segunda casa ser maior que a primeira em nome de JESUS!

Espero você aqui neste espaço contando seu testemunho de mudança de quadro, e se você quiser pode deixar seu pedido de oração também, estaremos orando por você!








Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...