quarta-feira, 14 de abril de 2010

CRISE DA NORMALIDADE

Esse é um texto muito especial de uma grande amiga minha Eunice Costa..........



Crises da “Normalidade”


Levo uma vida totalmente atípica para uma mulher de 36 anos!

Moro numa aldeia indígena isolada na Floresta Amazônica. Vivo para cuidar das pessoas, num trabalho voluntário que abracei há praticamente doze anos. Meu objetivo é o cuidado integral: corpo, alma e espírito! Medico os enfermos, ajudo criancinhas a vir ao mundo e choro com os que devolvem a terra seus ente queridos, prestando-lhes nossa última homenagem.
Ajudo meus amigos a descobrirem o significado das letras e a se encantarem com a magia de juntá-las, formando palavras, frases e textos.
Enquanto dou banhos e curo feridas, oriento as mães nos cuidados de higiene que podem evitar doenças e óbitos.
Incluo o povo em minhas orações e ajudo-os a encontrar o caminho que conduz ao Criador.
Aqui neste cantinho escondido do mundo, sinto-me útil, amo e sou amada, vivendo numa relação de reciprocidade nos processos de ensino e aprendizagem. Sou feliz!
Mas surgem dias, aqueles raros dias em que me pergunto porquê e para que estou aqui!....
Há situações - inesperadas ou corriqueiras - que desencadeiam o que denominei “crise da normalidade”!

Por mais que eu tente negar a realidade, ela é muito patente: Não sou “normal”! Então, me bate “aquela” vontade de “ser normal”... Vontade de voltar a estudar, de fazer novos cursos, de encarar um emprego “normal”...

Vêm as lembranças dos namorados, do enxoval que amarelou num baú, dos planos de casamento que deixei para trás... Sinto falta do marido que nunca tive e chego a chorar de saudades dos filhos que nunca acalentei...
Desejo ser normal!

Quero a vida que as mulheres normais vivem: Decorar uma casa, cultivar um jardim, buscar boletins na escola, planejar férias com as crianças no campo ou na praia...
Prometo para mim mesma: este é meu último ano aqui! Decidi! No próximo ano, voltarei à normalidade!

Daí chegam as férias... as esperadas e sonhadas férias. Corro “prá casa”, ansiosa prá chegar e por algumas semanas, fingir que “sou normal”.
Mas... “em casa”, ficar no “quarto de hóspedes”, me faz lembrar que a casa é do papai... e embora tenha um espaço para mim, não é mais o “meu quarto”, a “minha casa”, o “meu guarda-roupas”: virei hóspede!

Visito minhas amigas da mesma idade que eu. Observo a vida “normal” que elas levam: correndo para conciliar o competitivo mercado de trabalho com o serviço do lar, que vai se acumulando para os finais de semanas; os filhos disputando sua atenção enquanto ela se desdobra prá preparar o jantar para a família, deixa a máquina lavando roupa enquanto liga prá marcar consulta com a Pediatra e corre atrás de uma babá substituta porque a mocinha que a ajudava decidiu ir morar com o namorado e não veio mais trabalhar!
Algumas conseguem a hercúlea façanha de esperar o marido com a mesa do jantar impecável, os filhos limpos e arrumados e ainda recebê-lo na porta com um sorriso radiante e o vestido da cor que ele mais aprecia! (Ele nem desconfia que ela chegou atrasada no emprego porque o pneu do carro furou e, depois da bronca do chefe, ainda ouviu a professora da filha adolescente reclamar que ela está matando aulas e sendo indisciplinada na sala de aula!)
Na hora que sentamos para jantar, inevitavelmente viro a “atração” do evento! Afinal, raramente esta amiga “exótica” da mamãe aparece para jantar: invariavelmente as deliciosas comidas acabam gelando no meu prato, pois a infindável torrente de perguntas não consegue ser vencida entre uma garfada e outra da refeição: perguntas engraçadas, curiosas, indiscretas, constrangedoras... Aí eu percebo que não adianta fugir. É melhor cair na real: “Não sou Normal”
E à medida em que os dias passam, vou me cansando de descansar: os carros que passam na rua durante a noite, o apito do guarda-noturno, as sirenes que anunciam mortes, crimes, tragédias, me tiram o sono. Fico zonza quando saio na agitação das ruas nos horários de “rush”, com o movimento dos carros, os ônibus lotados, os sons e luzes do Shopping Center...

Tenho vontade de fugir... fugir para o sossego da “anormalidade”...
Ser normal cansa mais do que ser exótica!

Acho que não me acostumo mais à vida “normal”...

E assim, volto à minha realidade: por algum tempo nem me importo mais com a casa sem energia elétrica, com a falta de geladeira, chuveiro elétrico, telefone ou microondas. Nem sinto que não existe internet ou TV à cabo. Curto o pôr do sol, o canto dos pássaros e o luar prateando a floresta. Redescubro a felicidade!
E sou feliz... mesmo quando voltarem as crises da normalidade... elas só poderão me desestabilizar por breves momentos. Assumo: Sou atípica, exótica, anormal... Mas o que vale é ser feliz!




Eunice Ester Bastos Costa – MKK 18/11/2009

8 comentários:

  1. Admiro muito esta minha amiga, acho que não teria coragem de passar por tudo que ela já passou........Nice vc é muito corajosa!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns a ela! Não é fácil..

    ResponderExcluir
  3. Bom dia!
    Nós da DJM HOST trabalhamos na área de criação de Sites e Hospedagens de Sites e Registro de Domínios:

    Personalizamos seu Domínio para usar no seu Site, blogspot e wordpress etc...
    Exemplo: Seu blog é www.amojesus.blogspot.com nós personalizamos para www.amojesus.com.br.

    Continue com suas postagens, template e comentários...

    Temos também um Domínio Gratuito que fica www.amojesus.djmhost.com.br que é de graça.

    Nós fazemos todas as transferências de Dados e te entregamos o Site/Blog pronto com Senha e Painel de controle em questão de minutos.

    Um Domínio Personalizado www.seunome.com.br somente por 9,99 por um ano.

    Promoção Especial

    Além do Domínio www.seunome.com.br você também ganhará a nossa hospedagem por um mês de Graça.

    O valor da nossa hospedagem é 4,99 mensais.

    A ativação é imediata logo após confirmação do pagamento te enviaremos a Senha do seu Painel de Controle com o seu Site já ativo.

    O pagamento pode ser via:
    Pagseguro ou
    Deposito Bancário.

    Tenha agora SEUNOME.COM.BR e receba mais visitas diárias!

    Um domínio próprio proporciona várias vantagens, vou citar as principais.
    O endereço do site pode ser mais fácil de lembrar.
    Os buscadores dão mais valor a endereços próprios.
    Os visitantes dão mais crédito, sendo mais fácil a venda de serviços e produtos.
    Você não corre o risco de perder o domínio como acontece com os servidores gratuitos, caso o site feche ou eles simplesmente deletem sua conta.
    Não exibe propaganda obrigatória.

    Entre em contato conosco AGORA!

    MSN: contato@djmhost.com.br
    SITE: http://djmhost.com.br

    Deus abençoe, Sucesso!

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Creio que estou precisando disso...
    Ser "normal" dentro do que se convencionou anormal.
    Gostei muito. Me fará refletir sobre coisas simples, mas, tão importantes como ser feliz ao natural.
    Parabéns!
    Amei.
    Um beijão.

    ResponderExcluir
  5. Olá Adriana,

    Amei o seu blog, sábias as palavras e os textos publicados.

    Obrigada, por nos proporcionar destes conhecimentos!

    Deus abençoe,

    Roseli

    ResponderExcluir
  6. Obrigada, Rose!
    Que Deus continue te abençoando, tenho alguns parceiros que me ajudam com algumas publicações.
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Demais ler seu depoimento, pensei que a poucos dias estive filmando o seu casamento onde existia Luz, internet, telefones etc etc e hoje vejo este casal feliz mencionando que estão feliz assim quase fora do mundo real. Eu não teria coragem de viver desta forma por isso admiro as pessoas que Deus deu esta missão e que estão feliz em cumpri-la. Dias atras estive em um aniversário de 15 anos e no local da festa não tinha sinal de internet. Confesso que estranhei no início mas depois acostumei e fiquei até 3 da madruga esquecendo totalmente e vendo os jovens olhando um para o outro e conversando fazendo com que eu ficasse feliz ao ver as pessoas olharem um no rosto do outro com sorrisos e sorrisos. Abraços ao casal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente nos acostumamos demais com a modernidade e tecnologia que deixamos de dar valor no que é mais importante....o relacionamento físico e não virtual.
      Admiro demais a Eunice, pois abriu mão de tudo para viver o Ide de Jesus sem olhar para trás.
      Obrigada pelo seu comentário e fique à vontade para visitar o bloguinho.

      Excluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...